Em Belém (PA), ministro participa da abertura da 9ª Feira Internacional de Turismo da Amazônia

O ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, participou nesta quinta-feira (25.11), em Belém (PA), da abertura da 9ª edição da FITA, a Feira Internacional de Turismo da Amazônia de 2021. O evento tem o objetivo de promover a região como destino turístico e aquecer o mercado, gerando oportunidades para o trade e visitantes. Neste ano, Parauapebas é município anfitrião da mostra.

Segundo a organização da FITA, 50 grupos expositores dão representatividade a vários municípios da região Norte, a estados da Amazônia Legal, a agentes de receptivo e emissivo e meios de hospedagem, dentre outros. A programação traz palestras que irão abordar políticas públicas, cenários, oportunidades, desafios e a gestão descentralizada do turismo. Além disso, vão tratar de sustentabilidade, unidades de conservação, turismo em comunidades tradicionais, marketing digital e vários temas de relevância na atual conjuntura.

O ministro Gilson Machado Neto destacou a relevância de eventos do tipo para debater a recuperação do setor. “A FITA 2021 é muito importante para o setor turístico, ainda mais nesse momento de retomada das nossas atividades”, disse. “A região Norte do Brasil é única e seu potencial precisa ser conhecido. Quando o turista conhece a Amazônia, a gastronomia do Pará, as belezas do Rio Tapajós e a hospitalidade do povo paraense, ele nunca mais esquece”, acrescentou.

Para Machado Neto, é preciso defender o país dos ataques infundados feitos no exterior. “O turista estrangeiro que conhece o Brasil se surpreende ao perceber que o que falam lá fora é mentira! A Amazônia não acabou. Ela está aí, firme e forte, para todo mundo ver, desfrutar e proteger. Somos o país mais preservado do mundo, sim!”, enfatizou.

O Ministério do Turismo apoia a realização da 9ª edição da FITA e conta com um estande de 52 metros no local. O espaço é dedicado a promoção das Rotas Integradas Amazônicas, um projeto do Ministério do Turismo que trabalha o desenvolvimento integrado de produtos ligados à natureza e à pesca esportiva nos estados do Acre, Amazonas, Amapá, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins.

LEIA TAMBÉM

COMENTÁRIOS

DEIXE SUA OPINIÃO

POR FAVOR, INCLUA SEU COMENTÁRIO
POR FAVOR, INCLUA SEU NOME