Um giro rápido por Recife oferece belas surpresas

0
93

 A data de início da Abav Expo 2022 está chegando, 21 a 23 de setembro, no Centro de Convenções de Olinda. O evento da Associação Brasileira de Agências de Viagens é o mais tradicional do segmento e deve atrair um público estimado em 40 mil pessoas, segundo os organizadores.

 Para quem vai participar do evento, uma dica é aproveitar as manhãs e as noites para conhecer melhor a capital pernambucana. São muitas as atrações, e claro que as praias e o centro histórico de Olinda estão na lista de desejos, mas há outros passeios que merecem atenção.

 Mesmo que a permanência seja curta, ou a agenda da Feira não permita muitas atividades extras, é possível desfrutar das belezas locais e a receptividade nordestina. Apenas 7 km separam Olinda e Recife!

 Se o tempo estiver curto, não deixe de percorrer o Marco Zero da cidade. Localizado na antiga zona portuária, fica cercado por prédios centenários e antigos armazéns que foram revitalizados e hoje abrigam uma infinidade de lojas de artesanato, bares e restaurantes.

 No chão, está pintada a emblemática “Rosa dos Ventos” e, em seu centro, uma peça em metal avisando que é ali que começa a contagem das distâncias entre Pernambuco e outras regiões do estado. Impossível não fazer fotos no local, que fica às margens do rio Capiberibe.

 Caso você não seja daquelas pessoas que se perdem entre as lojinhas de artesanato, dá tempo de fazer um passeio de catamarã pelo rio, se possível ao entardecer. O city tour aquático dura cerca de 1 hora e passa por cinco pontes – 12 de Setembro, Maurício de Nassau, Manuel Buarque de Macedo, Princesa Isabel e Duarte Coelho –, cada uma com suas peculiaridades reveladas pelos guias de turismo.

 Ao longo do passeio, é possível observar vários monumentos turísticos e culturais importantes, como o Teatro Santa Isabel, o casario colorido da Rua da Aurora, o Paço da Alfândega, o próprio Marco Zero e o Parque das Esculturas. Se tiver tempo, é possível fazer um passeio ainda mais completo.

 Já o Instituto Ricardo Brennand é um espaço cultural sem fins lucrativos inaugurado em 2002, que salvaguarda um valioso acervo artístico e histórico originário da coleção particular do industrial pernambucano Ricardo Coimbra de Almeida Brennand. Coleção esta que iniciou com um canivete suíço!

 O acervo é incrível, mesmo se você não for um adepto de visitas a museus e exposições. E a área externa também é muito bonita, com jardins e esculturas que ajudam a emoldurar os prédios que lembram castelos.

 Dentro do instituto há uma lanchonete e, na entrada, um ótimo restaurante. Mas é preciso atenção ao horário: fica aberto das 13 às 17 horas, sendo a entrada permitida até às 16h30.

Instituto Ricardo Brennand merece ser visitado_Seleucia Fontes
Marco Zero de Recife está localizado na antiga zona portuária_Seleucia Fontes

DEIXE SUA OPINIÃO

POR FAVOR, INCLUA SEU COMENTÁRIO
POR FAVOR, INCLUA SEU NOME