Tocantins: Ecoturismo e pesca esportiva serão destaque na Abav Expo

0
97
Dunas do Jalapão, cartão postal do Tocantins_Flávio Cavalera

 Por Seleucia Fontes

 Sim, as imagens icônicas das dunas e fervedouros do Jalapão continuam alimentando os desejos dos turistas apaixonados por ecoturismo. Porém, os empresários, técnicos e gestores de turismo do Tocantins e de vários municípios que integram a comitiva estão preparados para mostrar que o Estado tem tantos atrativos que será difícil realizar uma única viagem, ou reservar poucos dias para desbravar tantas belezas.

 Uma longa lista de experiências, oportunidades de negócios, roteiros de viagens estará disponível ao público e profissionais do setor que visitarem o stand do Tocantins na 49ª ABAV Expo. O evento vai ser realizado entre os dias 21 e 23 de setembro, no Centro de Convenções de Pernambuco, na cidade de Olinda, Grande Recife. Nesta edição, o Estado levará sua maior delegação, cerca de 130 pessoas, e ocupará um espaço de 90m2, em uma participação que promete ficar na história.

 “Reunimos empresários, incluindo especialistas em pesca esportiva, técnicos, jornalistas e artistas para mostrar o melhor do turismo no Tocantins”, comemora Rodolfo Ferreira, ao citar que esta será a maior participação do Estado no evento, resultado da parceria da ABAV Tocantins com diversas instituições, como Governo do Estado, Prefeitura de Palmas, Sebrae Tocantins e Fecomércio.

 Além de seu principal cartão postal, o Jalapão, o Tocantins promete encantar com a variedade de atrativos das Serras Gerais e a natureza extremamente preservada da Ilha do Bananal e do Cantão, principais polos da prática da pesca esportiva e da observação de aves. Para completar, os traços modernos de Palmas, Capital do Estado cercada por praias, cachoeiras e cidades típicas do interior tocantinense.

 Jalapão

 Uma região tão intensa, bela e desafiadora que seu nome se tornou sinônimo de turismo de aventura e ecoturismo. Registrar imagens do pôr do Sol das dunas ou na Pedra Furada e mergulhos subaquáticos na cachoeira do Formiga e em alguns dos vários fervedouros da região é quase uma obrigação, assim como adquirir o artesanato em capim dourado.

 Também é possível visitar a Cachoeira da Velha e depois dar um mergulho refrescante na Prainha do Rio Novo, fazer passeios de bike, trilhas nas serras do Espírito Santo e da Catedral, experimentar o acolhimento das pequenas comunidades quilombolas por meio do Turismo de Base Comunitária, descobrir novos atrativos.

 “Neste ano, vamos promover uma pesquisa durante a Abav Expo com os visitantes do nosso estande, para mensurar o grau de interesse e pautar as edições seguintes”, revela o secretário de Cultura e Turismo do Tocantins, Hercy Filho.

Um mergulho na Cachoeira do Formiga, no Jalapão_Hiro Isogai

  Serras Gerais

  A região localizada no Sudeste do Estado traz a seu favor as estradas pavimentadas, com acesso facilitado a atrativos únicos, entre cachoeiras exuberantes, delicadas prainhas e lagoas com águas transparentes e mornas, grutas, formações rochosas encantadoras. Quem ainda não ouviu falar nas lagoas do Japonês e da Serra, no Cânion Encantado, no Vale dos Pássaros, nas Sete Travessias, na Fortaleza dos Guardiões, no Rio Azuis, nas praias do Puçá e do Pequizeiro vai se surpreender.

 Para completar este cenário, as Serras Gerais são o berço da ocupação regional, há cerca de 300 anos, e guardam muita história, tradições, festividades religiosas, culinária de base, comunidades incríveis.

 “Hoje, nesta região que já foi conhecida como corredor da miséria vivemos um momento especial de desenvolvimento social, graças ao turismo”, comemora Marcelo Perim, presidente do Conselho Empresarial de Turismo do Tocantins (Cetur/TO), ligado ao sistema Fecomércio/Sesc/Senac.

Lagoa da Serra, localizada em Rio da Conceição, Serras Gerais_Flávio Cavalera

  Peixes e aves

  Duas modalidades que vem conquistando as atenções também estarão bem representadas no estande do Tocantins na Abav Expo: a pesca esportiva e a observação de aves, que conta com polos por todo o Estado, mas principalmente nas regiões altamente preservadas da Ilha do Bananal e do Cantão, além do entorno da Capital.

 Ecologicamente correta, a pesca esportiva proporciona uma prazerosa vivência aos seus praticantes em contato com uma natureza intacta, além de garantir a preservação dos peixes e do meio ambiente. Nessa modalidade, a atividade é praticada no sistema de pesque e solte.

 Além dos rios Araguaia e Tocantins, o Estado conta com grande número de lagos naturais e represas formadas por usinas hidrelétricas que são verdadeiros santuários para espécies nativas, a exemplo do cobiçado tucunaré azul, da caranha, da bicuda, da cachorra, do barbado, da corvina, dentre outras.

 Já a observação de aves, ou Birdwatching, é uma modalidade em expansão no Tocantins, que conta com verdadeiros paraísos de preservação, capazes de encantar tanto praticantes experientes quanto novatos na prática.

Observação de aves, modalidade de turismo que cresce no Estado_Manoel Junior - Governo TO

 Moderna e bela

 Ao vislumbrar Palmas do alto, dentro de um avião, o viajante já tem seu primeiro impacto. Em meio ao Cerrado com árvores retorcidas e terra vermelha avista-se a cidade, a oeste banhada pelas águas calmas do lago, e a leste marcada pelo verde exuberante e contornos das serras do Lajeado e do Carmo.

 Foi planejado seu traçado em forma de cruz, formada pelas avenidas Theotônio Segurado e Juscelino Kubitscheck (JK) – homenageando o primeiro governante a defender a autonomia do antigo norte goiano, há dois séculos, e o criador de Brasília –, tendo a Praça dos Girassois ao centro, reunindo os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário.

 Palmas também é a cidade tocantinense com maior oferta de hotéis e restaurantes, possui dois shoppings, centro de convenções, e se há alguns anos servia somente como acesso a outras regiões turísticas, hoje se firma como destino turístico de negócios, lazer, esporte e ecoturismo, com praias e as cachoeiras de Taquaruçu e Taquaruçu Grande.

Palmas, cidade planejada com avenidas largas e vista para o lago_ Flávio Cavalera

 Acesso

 Com capacidade para receber 370 mil passageiros/ano, o Aeroporto Brigadeiro Lysias Rodrigues, em Palmas, recebe voos diários das principais empresas aéreas. Por via terrestre, o Estado é cortado pela BR 153, ou Belém-Brasília, o que facilita a ligação com todo o país. Já a rodoviária tem capacidade de embarque de 7 mil pessoas/dia, com ônibus para todas as capitais e maiores cidades, e todo o interior do Estado.

DEIXE SUA OPINIÃO

POR FAVOR, INCLUA SEU COMENTÁRIO
POR FAVOR, INCLUA SEU NOME